Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

5 PRAIAS E PICOS DE KITE INCRÍVEIS ENTRE JERICOACOARA E FORTALEZA

Como transformar o trajeto da capital cearense a Jeri em um road trip por lagoas, dunas imensas, praias e picos perfeitos pro velejo.

 

É compreensível que você tenha pressa de chegar a Jericoacoara. Entre um mar de dunas e lagoas cristalinas, o vilarejo de areia é o grande hotspot do litoral do Ceará. Mas, tocando reto de Fortaleza até lá, você passará batido por outros cenários incríveis e alguns dos melhores lugares do Brasil pra velejar de kitesurf (à prova de aglomeração). Com um 4X4, você pode fazer esse rolê pela praia na maré baixa – sempre respeitando os trechos onde os carros são proibidos de circular pela areia.

 

A seguir, cinco picos espetaculares entre Fortaleza e Jericoacoara.

 

 

 

 

Vento e coqueiros a perder de vista na praia de Lagoinha, a 110km de Fortaleza | Foto: Roman Rahm/iStock

 

 

 

LAGOINHA: UM SPOILER DO QUE ESTÁ POR VIR

 

Saindo de Fortaleza, a paisagem começa a ficar realmente bonita quando você chega a Lagoinha, 110km adiante. O cenário é o primeiro spoiler do que está por vir, com dunas a perder de vista, coqueiros e aquele mar morninho da costa cearense. A essa altura, você ainda pode fazer um pequeno desvio pra tomar um banho de água doce na Lagoa do Jegue. Sempre tranquila, é um porto seguro pra quem está evoluindo no kite, mas ainda precisa de bagagem antes de encarar o mar aberto no vento turbo da região. 

 

GUAJIRU: ANOTE ESSE NOME 

 

Você ainda vai ouvir falar muito dessa praia. A meio do caminho entre Fortaleza e Jeri, a 140km da capital cearense, vem ganhando fama no boca a boca (principalmente entre os gringos) como uma alternativa mais barata e menos lotada que Jeri pra velejar de kite. Sossegado e com charme provinciano, o vilarejo tem boas pousadas, como a Vila Vagalume (@vila_vagalume). Parada certa de quem faz downwind pelos arredores, tem um dos melhores kite points da região, o GKC (@gkc_watersports).

 

FLECHEIRAS: A NOVA JERI

 

É outra praia do Ceará que gira em torno do kite (na foto que abre este post). A 140km de Fortaleza, no município do Trairi, já vem sendo tachada de “nova Jeri”. Na última década, espanhóis, italianos e outros forasteiros se instalaram na região, o que já se nota no menu dos restaurantes, como o espanhol Mandarina Playa (@mandarinaplaya) e na atmosfera. Ao mesmo tempo, as ruas forradas de paralelepípedos conservam ares de cidadezinha do interior e velejar sem muvuca, mesmo na temporada do vento (julho a dezembro, com auge entre agosto e outubro), ainda é viável. 

 

LENÇÓIS BALEIENSES: O MARANHÃO É AQUI

 

Depois de cruzar o rio Mundaú numa daquelas balsas “com emoção” (basicamente, uma plataforma de madeira onde cabe um único carro), você verá uma pequena placa indicando a entrada dos Lençóis Baleienses, a mais ou menos 180km de Fortaleza. O cenário é um banho de Ceará, com dezenas de lagoas azuis que se formam entre dunas altíssimas. Pra ver o lugar em seu melhor momento, vá no fim da temporada de chuvas, que termina entre junho e julho.

 

Icaraizinho de Amontoada e seu complexo eólico ao fundo: garantia de bons ventos | Foto: reprodução/icaraizinhobrasil.com

 

ICARAIZINHO DE AMONTADA: VELEJO SEM MUVUCA

 

A história se repete. Antigo vilarejo de pescadores, Icaraizinho foi invadida por velas coloridas nos últimos anos e vem se firmando como uma alternativa mais econômica e sossegada a Jeri, que fica 150km adiante. Tem dunas, coqueiros e lagoas nos arredores, além de pousadas estilosas, como a Hula Hula (@hulahulabrazil) e a VillaMango (@villamango).

 

Foto de abertura: Flecherias| Crédito: reprodução/kiteland.com.br