Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

ROTEIRO DE CAMBURI: CAPITAL GASTRONÔMICA DO LITORAL NORTE

Endereço dos melhores restaurantes de São Sebastião, a praia está a um pulo de cachoeiras, mirantes e trilhas.

Camburi tem uma das faixas de areia mais bem desenhadas de São Sebastião. Mas ainda vem com um bônus: Camburizinho. Separadas por um riozinho e uma pequena península forrada de mata atlântica, as duas praias têm ondas consistentes pra todo tipo de surf e um visual incrível.

 

Do outro lado da estrada, os sertões de Camburi também guardam boas surpresas, com piscinas cristalinas de água doce e cachoeiras. Bonita por natureza, a praia também é uma espécie de capital gastronômica do Litoral Norte de São Paulo, com restaurantes onde a culinária caiçara dá o melhor de si, nas mãos de chefs famosos, como Edinho Angel e Eudes Assis.

 

A seguir, nossa dicas de melhores restaurantes, lugares para curtir a natureza e dissolver o stress em Camburi. 

 

 

 

 

 

 

 

DIA 1 EM CAMBURI

 

16h • Tamanho é documento: Camburi ou Camburizinho?

 

Separadas por um riozinho, e unidas pelo mesmo “vilarejo”, Camburi e Camburizinho têm vibes e ondas diferentes. Na primeira, tudo é maior: a faixa de areia, as ondas e o agito. Já a segunda, pequena e aconchegante, costuma ser um pouco mais tranquila, além de um porto seguro pra quem está aprendendo a pegar onda. Dá pra passar de uma a outra pelo rio ou pela estrada. Na dúvida, fique com as duas.  

 

 

 

18h • Spa em Camburi: dissolvendo a tensão

 

Para dissolver a tensão que desceu a serra com você, apele para um dos tratamentos do Ayni Spa (@aynispa), especialista em massoterapia, que trabalha com produtos terapêuticos naturais da marca Harmonie Aromaterapia. O menu tem massagens para casais, relaxantes e desintoxicantes. Atende em casas, hotéis e pousadas.  

 

 

 

 

O polvo com páprica picante do restaurante Manacá, em Camburi | Foto: reprodução

 

 

 

21h • Onde comer bem em Camburi: jantar hi-low

 

Faça a sua primeira refeição em alto estilo, honrando a fama de Camburi como reduto foodie. Ícone local, o Manacá (@manacarestaurante) foi inaugurado em 1988 como um pico de café da manhã pra surfistas e foi sendo incrementado até se tornar o restaurante mais renomado do litoral norte. Pura elegância, é cercado por um verdadeiro jardim botânico tropical — reserve uma mesa no terraço! Da cozinha pilotada pelo chef Edinho Angel saem receitas como polvo com páprica picante, pra começo de conversa, e camarões em redução de tangerina com musseline de batata e wasabi. Tem, provavelmente, a melhor adega do litoral, com rótulos de mais de uma dezena de países. Prepare o limite do cartão. Pro jantar pesar menos no bolso, vá de Pitombas (@pitombas_), uma hamburgueria de respeito em Camburizinho.  

 


 

DIA 2 EM CAMBURI

 

 

8h30 • Manhã holística com yoga na Casa Bacarirá

 

Sempre tem coisa boa rolando na Casa Bacarirá (@casabacarira), um ecolodge que oferece “hospedagem holística” e organiza retiros, rodas de tambores, workshops de alimentação consciente, temporadas de massagens e tratamentos terapêuticos, entre outros eventos alternativos. As práticas de yoga rolam às quartas, sextas, sábados e domingos, às 8h30.  

  

 

9h30 • Pão artesanal na Baleia: o pecado mora ao lado

 

Um pouco ao sul de Camburi, a praia da Baleia fica e menos de 10 minutos de bike. Aberta recentemente, a Feito à Mão (@feitoamao_paoartesanal) produz os melhores pães artesanais da redondeza, além de várias outras coisinhas gostosas, como bolos, brioches, focaccia e cookies. Também vende outros produtos caseiros (conservas, biscoitinhos, manteiga...) e prepara o café no capricho.   

 

 

11h • A ilha, só que não, de Camburi

 

No canto direito de Camburizinho, a ponta da pequena península coberta de verde culmina em um rochedo que, cercado de mar por quase todos os lados, parece estar destacado do continente. Conhecido como ilhote, o lugar é acessível por uma trilha curtinha no meio da mata. Ao final do caminho, se tem uma das vistas mais bonitas da praia de Camburi. Atenção: em dia de ondas fortes, não dê mole nas pedras próximas ao mar. 

 

12h30 • Onde comer em Camburi: uma boquinha no Tubarão 

 

Um dos pontos de encontro de Camburi, pertinho da praia, a Lanchonete Tubarão (Rua Uberlândia, 184) é um clássico imortal pra uma comidinha rápida no meio do dia. Num terraço ventilado, serve açaí, tortas, salgados, sucos e doces.   

 

 

 

Foto: Gustavo Frazão/iStock

 

 

16h • Cachoeira do sertão de Camburi: tirando o sal 

 

Aos pés da Serra do Mar, no Sertão do Cacau, em Camburi, o Rio das Pedras forma uma queda d’água de 12 metros de altura, acessível por uma trilha que é um espetáculo à parte, repleta de árvores centenárias, incluindo uma figueira colossal. A caminhada dura menos de 40 minutos. Com acesso um pouco mais difícil (é preciso escalar algumas pedras), a parte de cima da cachoeira forma pequenas piscinas cristalinas.  

   

20h • Taioba Gastronomia: a alta cozinha caiçara de Eudes Assis 

 

O restaurante mais comentado de São Sebastião atualmente fica no sertão de Camburi e atende por Taioba Gastronomia (@taiobagastronomia), onde o chef Eudes Assis serve sua alta cozinha caiçara. Formado no Le Cordon Bleu, na França, ele rodou a Europa, estudou com o mítico catalão Ferran Adrià e passou pela cozinha do Fasano de São Paulo antes de resgatar suas origens, em Camburi. Aplicando as técnicas que aprendeu em suas andanças a ingredientes típicos da cozinha local (mandioca, inhame, banana, pescados, palmito e folha de taioba), ele cria pratos como torteline de lagosta com molho de moqueca, ou lulas recheadas com siri, pesto de taioba e pupunha do Piavú na manteiga de limão cravo. As receitas vêm à mesa em lindas apresentações.  

 

 

A Ilha dos Gatos, em Camburi, no litoral norte de São Paulo | Foto: Julio Szoke/Wikimedia

 

DIA 3 EM CAMBURI

 

10h • Lokahi: surf shop, aluguel de bike e comida boa 

 

No canto direito de Camburi, o Lokahi (@lokahicamburi) é um mix de restaurante, empório e surf shop, que também tem bikes pra alugar. Em um galpão que se abre para um jardim, serve kits de café da manhã, wraps, tapiocas e outras receitas boas pra começar o dia. Cachorros e outros pets são bem-vindos.  

 

11h • Ilha dos Gatos: miniatura de praia perfeita

 

O pedacinho de terra que se vê ao longe da praia de Camburi é a Ilha dos Gatos, que já abrigou uma mansão, da qual restam apenas as ruínas. Tem uma prainha minúscula, mas perfeita, com água cristalina. A faixa de areia fica entre dois costões rochosos, perfeitos pra explorar em um mergulho com snorkel. É parada de vários passeios de barco que passam por outras ilhas, como a Das Couves. Mas também é possível combinar transporte até lá em várias agências de Camburi e arredores. Evite fazer esse programa nos feriados, já que o espaço na praia é limitado.  

 

 

14h • Ogan Praia: carrinho gourmetizado 

 

De volta à terra firme com aquela fominha, mergulhe de cabeça nos petiscos e drinks do Ogan Praia (@oganpraia), o carrinho praiano mais incrementado do litoral paulista, no canto direito, assinado pelo Restaurante Ogan (@restauranteogan), um dos hits gastronômicos da praia. Peça uma moqueca vegana de banana da terra e uma soda com limão siciliano e gengibre.  

 

 

A Praia da Baleia, ao lado de Camburi: bom para praticar longboard, pedalar ou apenas caminhar | Foto: Kathia Tamanaha/iStock

 

 

 

 

16h • Praia da Baleia: longboard, bike a footing 

 

Coladinha em Camburi, a Praia da Baleia tem areia batida e é perfeita pra longas caminhadas de fim de tarde ou um rolê de bike. Com uma onda gorda e “manobrável”, também faz a cabeça de quem surfa de longboard. No fim de tarde, a vista para as ilhas e a luz dourada compõem o visual. 

 

18h • Fim de tarde de camarote no Mirante Bar Baleia 

 

Quando o sol começar a cair no horizonte, suba até o Mirante Bar Baleia (@mirantebarbaleia), um boteco aconchegante com mesinhas no terraço. Pegue uma mesa bem na beirinha do deck, que paira sobre a mata densa e tome uma long neck Corona com o mar e as três ilhas (Do Gato, Das Couves e As Ilhas) ao fundo. 

 

 

Compartilhe este artigo