Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

A SUTILEZA NO OLHAR DA FOTÓGRAFA MANOELA D’ALMEIDA É A INSPIRAÇÃO DO PRIMEIRO FILME DA SÉRIE ROTA DOS PARAÍSOS

Powered by The Summer Hunter

Protagonista do primeiro filme da série Rota dos Paraísos, produzida pela cerveja Corona, a gaúcha revela os bastidores e dá dicas sobre os cenários das gravações em Garopaba e na Praia do Rosa.

 

 

 

 

 

ONDE FICAR NA PRAIA DO ROSA: THE ROSEBUD

 

 

As três surfistas ficaram hospedadas na The Rosebud (@pousadatherosebud), que aparece no filme como o cenário de um momento de relax, com direito a Corona gelada num terraço suspenso. Localizada na Praia do Rosa, a pousada tem uma vista de camarote pro mar e a Lagoa do Peri, tanto do deck como da infinity pool. 

 

 

 

ONDE COMER EM GAROPABA

 

Entre as filmagens, as meninas repuseram as forças em alguns bons restaurantes da região, como o Guna Made (@gunamade), hamburgueria artesanal que é unanimidade em Garopaba. Elas também provaram a cozinha caseira do Cheiro Verde (@cheiro-verde.praiadorosa), no Rosa, e as pizzas do Aborígene (@aborigenerestaurantepizzaria), no centrinho de Garopaba.

 

 

 

DICAS DA MANU

Frequentadora de Garopaba e da Praia do Rosa desde menina, Manu curte tomar um açaí no surf-bar da Mormaii e é fã dos uramakis do H2O Sushi (@h2osushigaropaba), no centrinho de Garopaba. Já no Rosa, seu restaurante favorito é o Lua Marinha (@luamarinha). “A chef faz combinações exóticas, como polvo à Lua Marinha, com funghi e passas, servido com um risoto de maçã. Também adoro o caldo do mar e do pomar, com polvo, camarões, molho agridoce e farofa de banana. Dos deuses!" Ela também bate ponto no tailandês Tigre Asiático (@tigreasiatico). Antes de comprar sua casa na região, a fotógrafa costumava ficar hospedada no Solar Mirador (@solarmirador), na Fazenda Verde do Rosa (@fazendaverdepraiadorosa) e na Vida Sol e Mar (@vida_sol_e_mar_ecoresort).

 

Por muito tempo, viajar pelo mundo em busca da onda perfeita guiou a vida da fotógrafa gaúcha Manoela D’Almeida (@manudalmeida). Seu enfoque sobre o universo do surf feminino serviu de inspiração para Sutileza no Olhar, primeiro filme da série Rota dos Paraísos, produzida pela cerveja Corona e ambientada nos cenários mais solares do Brasil. Com direção de Bruno Tessari, o curta rodado no litoral de Santa Catarina relata uma surf trip entre amigas, com narração de Manu e a participação de Emmanuelle Tonini (@emmanaturelle) e Isabela Marques, a Nandini (@zumirao).

 

 

 

Sempre trabalhando atrás das câmeras, em Sutileza no Olhar a fotógrafa faz sua estreia do outro lado. “Apesar de ter sido a minha primeira vez diante das lentes, tudo aconteceu de uma forma muito natural, porque a conexão com as gurias foi imediata”, diz Manu. “Temos em comum a paixão pelo mar e a vida da praia, por isso, nossas personalidades formaram uma simbiose muito interessante”. A química entre as surfistas não só se nota no resultado final, mas foi uma constante nos bastidores. “Depois das gravações, quando relaxávamos tomando uma long neck de Corona, trocávamos ideias e ríamos o tempo todo”, conta a gaúcha, que há quatro anos reduziu o seu ritmo de trabalho — e tempo que passava no mar — pra surfar em outra grande onda: a maternidade. “Que saudades eu estava de uma surf trip!”.

 

 

 

 

 

O time se encontrou pela primeira vez aos pés das dunas do Siriú, em Garopaba, onde foram rodadas as primeiras cenas. “Pegamos a trilha e já comecei a fotografar as meninas logo de cara, até que a gente desceu uma duna e enxergou o mar, justo na hora em que o sol estava nascendo”, conta Manu, que tem casa em Garopaba, onde apresentou o mar aos seus filhos. “Naquele momento, foi claro como nós três nos sentimos muito abençoadas por estarmos ali, abraçadas e conectadas. Foi mágico!”. O clímax da gravação, porém, aconteceu na praia Vermelha. “As condições estavam perfeitas, tanto pra surfar como fotografar. Foi incrível cairmos juntas naquele mar!”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Mais do que uma viagem, o vídeo retrata um pouco do universo do surf feminino”, diz a fotógrafa, que já teve seus trabalhos publicados em revistas como Fluir, Trip e Hardcore — nesta última ela tinha uma coluna sobre a presença das mulheres no esporte. “Se por um lado as competições deram uma minguada nos últimos anos, as atletas acabaram se tornando embaixadoras desse estilo de vida, como influenciadoras e produtoras de conteúdo, tanto nos meios digitais como na TV. Ao mesmo tempo, movimentos femininos de surf estão pipocando no Brasil inteiro, as mulheres estão presentes dentro da água e o machismo com o qual convivi anos atrás está sendo obrigado a recuar”. O resultado dessa presença se reflete em Sutileza do Olhar, uma homenagem à plasticidade e à graça que só uma mulher alcança ao deslizar sobre as águas.

 

A seguir, as melhores dicas pra você planejar a próxima surf trip por Santa Catarina.

 

 

 

DUNAS DO SIRIÚ: SANDBOARD E ALTAS VISTAS

 

Cenário das imagens iniciais do filme, as dunas da praia do Siriú, em Garopaba, formam um pico ideal pro sandboard – alternativa perfeita pros dias sem onda. Lá do alto, dá pra ver as ondulações chegando até a praia, com a Guarda do Embaú ao fundo. Quando bater vontade de lavar corpo e alma, vale esticar até a Cachoeira do Siriú, a uns cinco minutos de carro das dunas.

 

 

 

PRAIA DO ROSA

 

Ponto de partida da viagem, a Praia do Rosa, em Imbituba, é uma das mais bonitas de Santa Catarina. Cercada de mirantes com vistas espetaculares, lagoas e trilhas, é um ótimo lugar pra entrar em contado com a natureza. Pra escapar da muvuca evite a época do Réveillon e feriados. “O Rosa tem um lugar muito especial no meu coração, já fiz muita festa com as amigas por lá e até participei de competições”, conta Manu.

 

 

 

 

Fotos: Willian Zimmermann

 

 

 

 

 

BANHO DE ÁGUA FRESCA NA CASCATA ENCANTADA

 

A 23km do centro de Garopaba, a Cascata Encantada é um dos segredos do litoral catarinense. “Apesar de frequentar Garopaba há muitos anos, nunca tinha ido à cascata, foi uma grande novidade pra mim e quero muito voltar com a minha família”, diz a fotógrafa. Pra chegar na cachoeira, é preciso pegar a Estrada Geral da Tigela a partir da BR-101 e, depois, fazer uma pequena caminhada. 

 

 

 

ISOLAMENTO SOCIAL GARANTIDO NA PRAIA VERMELHA

 

Entre a Praia do Rosa e a do Ouvidor, a Praia Vermelha foi o cenário das ondas mais perfeitas de Sutileza do Olhar, que aparecem nas últimas cenas de surf. “É uma praia acessível só por trilha, então tem aquele clima fantástico de lugar deserto”, diz Manu. 

 

 

 

PÔR DO SOL NA LAGOA DE IBIRAQUERA

 

No final do filme, Manu, Nandini e Emmanuelle brindam a viagem com uma cerveja Corona trincando, tendo como pano de fundo um pôr do sol cinematográfico. A cena foi gravada na Lagoa de Ibiraquera, um pouco ao sul de Garopaba e atrás da Praia do Rosa. Além de ser lindo, o lugar é um dos melhores picos de kitesurf do sul do Brasil. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ONDE FICAR NA PRAIA DO ROSA: THE ROSEBUD

 

As três surfistas ficaram hospedadas na The Rosebud (@pousadatherosebud), que aparece no filme como o cenário de um momento de relax, com direito a Corona gelada num terraço suspenso. Localizada na Praia do Rosa, a pousada tem uma vista de camarote pro mar e a Lagoa do Peri, tanto do deck como da infinity pool. 

 

 

 

 

ONDE COMER EM GAROPABA

 

Entre as filmagens, as meninas repuseram as forças em alguns bons restaurantes da região, como o Guna Made (@gunamade), hamburgueria artesanal que é unanimidade em Garopaba. Elas também provaram a cozinha caseira do Cheiro Verde (@cheiro-verde.praiadorosa), no Rosa, e as pizzas do Aborígene (@aborigenerestaurantepizzaria), no centrinho de Garopaba.

 

 

 

 

DICAS DA MANU

 

Frequentadora de Garopaba e da Praia do Rosa desde menina, Manu curte tomar um açaí no surf-bar da Mormaii e é fã dos uramakis do H2O Sushi (@h2osushigaropaba), no centrinho de Garopaba. Já no Rosa, seu restaurante favorito é o Lua Marinha (@luamarinha). “A chef faz combinações exóticas, como polvo à Lua Marinha, com funghi e passas, servido com um risoto de maçã. Também adoro o caldo do mar e do pomar, com polvo, camarões, molho agridoce e farofa de banana. Dos deuses!" Ela também bate ponto no tailandês Tigre Asiático (@tigreasiatico). Antes de comprar sua casa na região, a fotógrafa costumava ficar hospedada no Solar Mirador (@solarmirador), na Fazenda Verde do Rosa (@fazendaverdepraiadorosa) e na Vida Sol e Mar (@vida_sol_e_mar_ecoresort).

 

 

 

Fotos: Willian Zimmermann